Política

TRE de MG aceita denúncia contra Pimentel por suposto caixa 2

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) acatou denúncia contra o ex-governador Fernando Pimentel (PT) por falsidade ideológica. O petista é acusado de prática de caixa 2 para omitir R$ 1,5 milhão em doações para sua campanha ao Senado em 2010 – Pimentel não foi eleito na disputa.

Segundo a denúncia, o ex-governador ocultou as doações “mediante omissão de recibos eleitorais”. O dinheiro, afirma a acusação formal, saiu de uma empresa da área de construção civil e de um sindicato. No total, Pimentel declarou ter recebido R$ 10.175.199,26 na campanha de 2010 e gastos de R$ 10.168.484,47.

A denúncia foi aceita pela juíza Luzia Peixoto, da 32.ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte, que já havia tornado Pimentel réu em outro processo, por tráfico de influência.

Procurada, a defesa informou que vai se manifestar somente nos autos do processo.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?