Edição nº 1134 19.08 Ver ediçõs anteriores

Tragédia sem fim

Tragédia sem fim

Impactos: escombros em Bento Rodrigues, um dos locais mais afetados no desastre

Após quase três anos de espera, a mineradora Samarco e suas controladoras, a brasileira Vale e a anglo-australiana BHP Billiton, por meio da Fundação Renova, firmaram um acordo com o Ministério Público do Estado de Minas Gerais para a indenização dos atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão, na cidade mineira de Mariana. Pelo termo, ficou estabelecido que cada indenização será tratada de forma individual. Segundo o promotor Guilherme de Sá Meneghin, a expectativa é a de que sejam pagos R$ 2 bilhões para cerca de 4 mil pessoas – o acordo é válido exclusivamente para os moradores do subdistrito de Bento Rodrigues, a 35 quilômetros de Mariana. O incidente ocorreu em 5 de novembro de 2015, quando uma enxurrada de lama destruiu casas e matou 19 pessoas. Cerca de 500 mil pessoas foram atingidas em 39 municípios mineiros e capixabas. Essa é considerada a maior tragédia socioambiental da história do País.

(Nota publicada na Edição 1091 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Whiskas promove adoção e castração de gatos de rua

O ditado diz que os gatos têm sete vidas. Mas para muitos dos bichanos, a única vida que possuem é triste, sem lar, entregue a própria [...]

Americanas leva curso de empreendedorismo para Amazônia

Decorrente de uma parceria firmada com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em 2018, a Lojas Americanas está promovendo alternativas [...]

Alemanha bloqueia R$ 156 milhões para projetos ambientais no Brasil

Em junho, Jair Bolsonaro celebrou um acordo histórico: o trato de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, que já era discutido há duas décadas. A decisão, no entanto, pode estar em risco. Após uma série de atritos envolvendo países europeus e o Brasil, por sua postura inerte em relação ao avanço do […]

McDonald’s quer McLanche feliz mais saudável

A Arcos Dorados, franqueadora master do McDonald’s para América Latina, decidiu repaginar o cardápio de um de seus principais itens: o [...]

Desmatamento na Amazônia cresce 278% em julho

A exoneração de Ricardo Galvão, diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), no dia 2 de agosto, não foi suficiente [...]
Ver mais