Toda sexta-feira é preta

Toda sexta-feira é preta

Enquanto autoridades brasileiras insistem em negar a existência de racismo no País, o Atlas da Violência aponta que o número de homicídios de negros saltou de 34 para 37,8 por 100 mil habitantes entre 2008 e 2018, aumento de 11,5%. Pelas últimas notícias, o problema continua crônico.

Para incluir o assunto na agenda da sociedade, a Anistia Internacional Brasil lançou o movimento #TodaFridayÉBlack. A ideia é acabar com o comportamento racista que mata milhares de brasileiros por ano. Para isso, a ONG aposta na mudança cultural por meio de ações e conteúdos que serão realizados toda sexta-feira. A atriz Juliana Alves é uma das embaixadoras da iniciativa.

(Nota publicada na edição 1202 da Revista Dinheiro)

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel


Sobre o autor


Mais colunas e blogs


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.