Estilo

Toda a magnitude do brunello

Crédito: Divulgação

A evolução de um vinho após ter sido engarrafado depende de vários fatores, da temperatura à posição de guarda. Nas garrafas magnum, de 1,5 litro, a micro-oxigenação é favorecida — e, com o tempo, aromas e sabores podem ser bem distintos se comparados ao da mesma bebida em uma garrafa de 750 ml.

Bom exemplo é a safra 2012 do Siro Pacenti Brunello di Montalcino Riserva PS DOCG, que a importadora World Wine vende no Brasil por R$ 5,3 mil. Embora seu produtor, Giancarlo Pacenti, seja um dos líderes da atual geração de “brunellistas” inovadores, que buscam inspiração além das fronteiras italianas, este é um Brunello clássico. Ele se beneficia de vinhedos plantados em duas áreas de Montalcino: uma a nordeste da cidade, onde as uvas amadurecem mais lentamente; outra, a sudoeste, mais quente, que resulta em frutas de maior potência e mineralidade. O rótulo obteve 96 pontos de Robert Parker e 95 da Wine Spectator.

(Nota publicada na edição 1253 da Revista Dinheiro)