Tecnologia

Tinder notificará usuários que estiverem em países que criminalizam homossexualismo

Tinder notificará usuários que estiverem em países que criminalizam homossexualismo

O Alerta de Viajante integra uma série de mudanças que o Tinder está fazendo para tornar o aplicativo mais diverso

O Tinder irá notificar os usuários LGBTQ quando eles estiverem em um país que criminaliza o relacionamento entre pessoas do mesmo sexo, anunciou a empresa nesta quarta-feira (24). O novo sistema de segurança, chamado de Alerta de Viajante, entrará em vigor nos próximos dias em toda a rede.

O modo irá ocultar automaticamente o perfil dos usuários que se classificarem como LGBTQ, que poderão tornar-los públicos de forma manual. O Tinder afirmou que está presente em 190 países, sendo que 70 possuem leis contra o relacionamento homossexual.

O Alerta de Viajante integra uma série de mudanças que o Tinder está fazendo para tornar o aplicativo mais diverso. Em junho, o app aumentou as opções sexuais disponíveis, incluindo assexuados, pansexuais e queer. Antes, os usuários podiam marcar o interesse no sexo masculino, feminino ou ambos.

“Como nossa equipe discutiu a capacidade de adicionar outras orientações ao perfil e exibi-la, a conversa mudou rapidamente para como isso poderia colocar os usuários em algumas áreas de risco”, afirmou à CNN o CEO do Tinder Elie Seidman.

Tópicos

diversidade Tinder