Tik Tok. Sucesso e dúvidas


Aplicativo mais baixado no mundo em agosto (desde que foi lançado, em 2017, já foram 1 bilhão de downloads), o chinês TikTok preocupa até mesmo o Facebook – que testa uma versão concorrente no México, chamada Lasso. Seu criador, a ByteDance, tornou-se uma startup com mais valor de mercado que o Uber: US$ 75 bilhões. O app, já disponível em mais de 150 países, gera vídeos engraçados e musicais com uma média de 15 segundos. E seu apelo de público é bem claro, adolescentes ou muito jovens. Então qual seria o problema? A atuação política altamente alinhada do aplicativo junto às diretrizes do governo central chinês e de governos locais pelo mundo. Assim, na China não vai rolar lembrar o massacre da praça Tiananmen, que é crime. E na Turquia o TikTok proibiu tratar do separatismo curdo ou sobre o atual presidente, Recep Tayip Erdogan. Ao criar policies no campo do ativismo e da política, ele entra num pântano em que usuários não mais acreditam que as empresas podem fazer 100% do que querem com seus próprios produtos.

(Nota publicada na Edição 1141 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Top 4, crimes da quarentena

AUXÍLIO VIA CEF Quase para surpresa de ninguém, desde que foi anunciado pelo governo o Auxílio Emergencial de R$ 600 para profissionais [...]

Gorjetas crescem 278%

Até existe um Brasil que funciona e sabe o que é empatia. A plataforma James, que atua em 18 cidades com entregas em menos de uma hora, [...]

Bandidagem na Covid-19

Vamos combinar que o mundo é um lugar polimorfo perverso. Isso significa que suas manifestações de maldade e ladroagem se adaptam e se transformam o tempo todo, o que vale para momento extremos como a da crise provocada pelo novo coronavírus. Segundo Sandro Suffert, CEO da Apura S/A, empresa de segurança cibernética, “cada vez mais […]

Plataforma Kzas zera comissão até junho

Imobilizar patrimônio numa época como a atual é tarefa para quem tem excesso de liquidez. Para dar velocidade ao mercado, a plataforma [...]

Bem-vindo ao planeta dos macacos, onde nada se cria e tudo se copia

E reina a mesmice. Como é praticamente inviável analisar a internet toda e seus mais de 1 bilhão de endereços, acrescentados de páginas [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.