Tecnologia

‘The New York Times’ compra Wordle, jogo de palavras que virou mania no mundo

Crédito: Divulgação / Wordle

The New York Times compra jogo de palavras Wordle (Crédito: Divulgação / Wordle)

Na busca de aumentar as assinaturas digitais para 10 milhões até 2025, o The New York Times comprou o jogo de palavras Wordle. O negócio foi fechado por um preço “na casa dos sete dígitos”, informou o jornal.

O jogo permanece gratuito para os atuais e novos jogadores até fazer parte do The New York Times Games.



O Wordle tem esse nome devido o seu criador, Josh Wardle, engenheiro de software. O jogo começou em um site sem anúncios em outubro do ano passado, e cresceu de 90 usuários, em novembro, para milhões de usuários atualmente.

Os jogadores têm seis chances de adivinhar uma palavra de cinco letras. O resultado pode ser postado nas redes sociais com as cores dos quadrados indicando o número de tentativas para acertar a palavra.

“Os valores deles [The New York Times] estão alinhados com os meus e estou muito feliz que serão os guardiões do jogo daqui para frente”, escreveu Josh Wardle, em sua conta no Twitter.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


Techs enfrentam mais restrições da UE após decisão de privacidade contra o Google

“O Times continua focado em se tornar a assinatura essencial para todas as pessoas de língua inglesa que buscam entender e se envolver com o mundo”, disse o The New York Times em um comunicado.


“Os Jogos do New York Times são uma parte fundamental dessa estratégia”, completou a empresa.

Além do jornal impresso, o New York Times vende assinaturas dos aplicativos de notícias, jogos e receitas. Os apps de Games e Cooking tem mais de um milhão de assinantes cada.