Negócios

Tesla inicia construção de fábrica na China

Unidade em Xangai será a primeira fora dos Estados Unidos; previsão é unidade começar operações no segundo semestre deste ano

Tesla inicia construção de fábrica na China

CEO da Tesla, Elon Musk, e prefeito de Xangai, Ying Young, durante cerimônia nesta segunda-feira

Em cerimônia nesta segunda-feira (7), o fundador e CEO da Tesla, Elon Musk, e o prefeito de Xangai, Ying Young, deram início a construção da primeira fábrica da montadora de carros elétricos fora dos Estados Unidos.

“A China está se tornando líder global em adoção de veículos elétricos, e é um mercado essencial para a missão da Tesla de acelerar a transição mundial para energia sustentável”, disse Musk.

A Tesla adquiriu o terreno em uma área periférica da cidade por aproximadamente US$ 140 milhões, em outubro de 2018, e deverá investir mais US$ 5 bilhões na construção da fábrica.  A previsão é que a unidade comece a operar já no segundo semestre deste ano. A nova planta deverá produzir versões acessíveis do Modelo 3 e Modelo Y para o mercado chinês.

De acordo com a empresa, a chamada Gigafactory em Xangai “permitirá à Tesla produzir o Modelo 3 e futuros modelos vendidos na China, com planos de produzir aproximadamente 3.000 veículos Modelo 3 por semana na fase inicial e aumentar para 500.000 veículos por ano, quando totalmente operacional (sujeito a fatores locais, incluindo aprovação regulatória e restrições da cadeia de fornecimento).”

A marca de Musk é bastante popular na China, mas enfrente a crescente concorrência de montadoras locais, como a Nio. Com a nova fábrica, a Tesla prevê a solidificação do seu nome no país asiático e reduzir as tarifas de exportação.

Em outubro de 2018, a empresa afirmou que estava com desvantagem de até 60% no custo dos carros pelos encargos de exportação e por não ter direito aos mesmos incentivos fiscais dados aos fabricantes chineses.