Negócios

Elon Musk anuncia demissão de 7% dos funcionários da Tesla

Em nota, Musk afirma que cortes são para aumentar a produção do Modelo 3; medida integra projeto de reestruturação da empresa e dos lucros

Elon Musk anuncia demissão de 7% dos funcionários da Tesla

O fundador e CEO da Tesla, Elon Musk,- AFP/Arquivos

A Tesla irá demitir 7% dos seus funcionários para aumentar a produção do Modelo 3, afirmou o fundador e CEO da montadora, Elon Musk, nesta sexta-feira (18). O corte de empregos integra uma série de medidas que a companhia tomou nos últimos anos para readequar a produção e lucros.

“A Tesla precisará fazer esses cortes enquanto aumenta a taxa de produção do Modelo 3 e fará muitas melhorias na engenharia de fabricação nos próximos meses”, disse Musk em um e-mail enviado aos funcionários da Tesla.

Segundo sites internacionais, a montadora mantinha 45 mil postos de emprego em todo o mundo. Com o corte, esse número deve reduzir para aproximadamente 41 mil funcionários. No comunicado, Musk não detalhou quais áreas seriam afetadas pelas demissões.

A Tesla reduziu o valor dos seus veículos no mercado norte-americano, no início do ano, depois que os governo suspendeu os créditos fiscais para veículos com baixa emissão de carbono. Também neste ano, Musk deu início à construção de uma unidade na China, a primeira fora dos Estados Unidos.

“A tentativa de construir produtos de energia limpa acessíveis em escala requer necessariamente um esforço extremo e criatividade implacável, mas ter sucesso em nossa missão é essencial para garantir que o futuro seja bom, por isso devemos fazer tudo o que pudermos para avançar na causa”, afirmou Musk.