Mundo

Segundo grande terremoto atinge a Califórnia em menos de dois dias

Segundo grande terremoto atinge a Califórnia em menos de dois dias

Dois terremotos sacodem a Califórnia em menos de dois dias. - AFP

Equipes de emergência trabalhavam neste sábado (6) nas áreas afetadas por um terremoto de magnitude 7,1 que sacudiu o sul da Califórnia na noite de ontem, menos de 48 horas após um outro tremor ter abalado a mesma zona.

As autoridades declararam estado de urgência hoje em dois condados do sul do estado. Não há informações sobre mortos, ou feridos em estado grave, mas houve desabamentos, imóveis danificados e outros que pegaram fogo por vazamento de gás.

Os danos foram significativos nas pequenas cidades situadas ao redor do epicentro do sismo, a cerca de 240 quilômetros ao nordeste de Los Angeles. Ambos os movimentos foram sentidos também em Las Vegas (Nevada).

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o terremoto ocorreu às 20h19 local (00h19 de sábado em Brasília) com epicentro situado a 17 quilômetros da localidade de Ridgecrest.

O tremor desta sexta é o mais forte a atingir o estado nos últimos 20 anos e supera o abalo de magnitude 6,4 que sacudiu a mesma zona na quinta-feira. Foi 11 vezes mais potente do que o anterior e sentido com força na região de Los Angeles.

Na madrugada deste sábado, o governador Gavin Newsom declarou estado de emergência no condados de Kern e de San Bernardino.

Em Kern, nos arredores de Ridgecrest, “a intensidade do tremor alcançou seu maior nível”, destacou o diretor dos Serviços de Emergência do estado da Califórnia, Mark Ghilarducci.

Nessa mesma área, um incêndio foi declarado em um parque de trailers, o que fez temer que o fogo se espalhasse.

“Temos informes sobre incêndios em prédios, provocados, basicamente, por vazamento de gás, assim como relatos de rompimento de tubulação de água”, resumiu Ghilarducci.

“Casas se deslocaram, há muros rachados, paredes desabadas. Há um ferido (leve) assistido pelos bombeiros”, tuitaram os socorristas de San Bernandino.

Ainda segundo Mark Ghilarducci, prédios desabaram na pequena cidade de Trona, de cerca de 2.000 habitantes.

Em toda região, houve cortes de energia, água e de comunicação.

Especialistas preveem fortes réplicas para as próximas horas.

“É uma sequência de terremotos. Estes terremotos estão relacionados”, disse a sismóloga da Universidade Caltech, Lucy Jones, garantindo que há pelo menos 10% de possibilidade de que este terremoto seja seguido de um de magnitude 7, ou ainda maior.

Desde quinta de manhã, Ridgecrest registrou cerca de 20 sismos de magnitude 4 e mais de 1.200 tremores de diferentes magnitudes, alguns inclusive acima de 5.

– ‘Nenhuma busca ativa’ de mortos –

Os serviços de emergência já estavam mobilizados na área, devido ao fenômeno de quinta-feira.

A equipe de resposta inclui cerca de 200 forças de segurança, assim como helicópteros e aviões de carga, afirmou o general da Guarda Nacional da Califórnia, David Baldwin.

O porta-voz do Departamento de Bombeiros de San Bernardino, Jeremy Kern, disse à CNN que não havia “nenhuma busca ativa em curso” de vítimas soterradas, enquanto o chefe do Corpo de Bombeiros do condado de Kern, David Witt, relatou que houve “apenas ferimentos menores como cortes e hematomas”.

Em Ridgecrest, cidade de 30 mil habitantes a 182 quilômetros de Los Angeles, fica uma base militar da Marinha americana, a Naval Air Weapons Station China Lake, onde em um amplo espaço deserto são testados bombas e mísseis.

“Estava no carro com minha mãe e, de repente, tudo começou a tremer. Não senti tanto medo como no outro, quando estava dentro de casa”, contou Jessica Weston, editora do “Ridgecrest Daily Independent”.

Os moradores ainda não sabem se devem voltar, ou não, para suas casas.

A sismóloga Lucy Jones disse que ambos os terremotos aconteceram na mesma falha, mas não a de San Andrés. Nesta, os especialistas temem a ocorrência de um grande terremoto, o chamado “The Big One”, que pode causar o caos em Los Angeles e na Costa Oeste. A Califórnia é o estado mais populoso dos Estados Unidos.

Em Los Angeles, a polícia e os bombeiros não relataram danos, nem feridos. O aeroporto funciona normalmente.

Nas redes sociais, usuários postaram vídeos do tremor, incluindo um que mostrava a água de uma piscina se movendo freneticamente.

Várias atrações do Parque Disneylândia foram fechadas para inspeção, enquanto uma partida de basquete da NBA em Las Vegas foi suspensa. Já o jogo de beisebol dos LA Dodgers seguiu mesmo durante o sismo, que era captado pelas câmeras no estádio.