Terrazas de Los Andes Parcels: quatro estilos de Malbec e uma só assinatura (da LVMH)

Terrazas de Los Andes Parcels: quatro estilos de Malbec e uma só assinatura (da LVMH)

Vinhedo em Mendoza: altitudes acima de 1.000 metros e viticultura de precisão garantem frescor, leveza e boa fruta

“O que buscamos nesses quatro rótulos não são vinhos perfeitos. São vinhos únicos”. A frase é do enólogo Marcos Fernandes, diretor técnico da vinícola Terrazas de Los Andes, um dos muitos projetos vitivinícolas do conglomerado de luxo LVMH. Nascido e criado em Mendoza, em uma família que já produzia vinho, ele sonhava ser médico. Até que em 1998, com apenas 18 anos, ingressou na Bodega Norton. Em pouco tempo, a medicina deu lugar à enologia e hoje, 23 anos depois, seu currículo inclui a Chandon, Finca Decero, Viñas Doña Paula e um período na Califórnia, com a mentoria de Paul Hobbs. Hoje, cabe a ele explorar ao máximo o potencial da região em que nasceu e de onde saem os melhores Malbecs do mundo. Mais que se beneficiar de um terroir privilegiado como é o de Mendoza para a produção de vinhos, Marcos Fernandes tem elevado os limites do que distintas parcelas podem oferecer.



+ Clos Floridène: 92 pontos de Parker por menos de R$ 170

Prova disso são os excelentes vinhos da linha Terrazas de Los Andes Parcels, que acaba de ser lançada no Brasil com a presença do enólogo e em quantidades limitadíssimas: apenas 400 garrafas de cada uma das quatro versões produzidas até aqui. O preço para o consumidor final (R$ 650), traduz não apenas a exclusividade da como a busca de excelência em todo o processo, incluído a preocupação com a sustentabilidade. “Economizamos até 60% de água com a irrigação de precisão”, disse Fernandes. Os vinhedos são certificados como sustentáveis, sem uso de herbicidas, e o próximo passo é a certificação orgânica. E o cuidado com a água, a terra e os frutos que ela produz se refletem na qualidade desses vinhos únicos.

Terrazas de Los Andes Parcels El Espinillo
O enólogo Marcos Fernandes e o Terrazas de Los Andes Parcels El Espinillo: só 400 garrafas no Brasil, a R$ 650 cada

Plantados entre 1929 e 2012 no Valle de Uco, em altitudes que variam de 1070 metros (Parcel Nº 10W, Los Cerezos, na região de Las Compuertas) a 1600 metros (Parcel Nº 1 E, El Espenillo, em Gualtallary), os vinhedos produzem uvas com características singulares. Todos os vinhos são 100% Malbec, vinificados praticamente da mesma forma, e passam o mesmo tempo em barrica de carvalho francês (1/3 de primeiro uso, 1/3 de segundo e 1/3 de terceiro). Mesmo assim, na taça, cada um tem sua personalidade própria.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



Enquanto o de El Espenillo (99 pontos na avaliação de James Suckling) é mais concentrado, com aromas intensos de frutas negras e violetas, o de Los Cerezos (97 pontos, segundo o mesmo crítico), se destaca pela acidez equilibrada, com taninos redondos e notas picantes. Em comum o sabor frutado, mas sem a doçura exagerada de muitos Malbecs. Por serem produzidos em vinhedos de altitudes mais elevadas, eles se revelam mais leves e refinados. Não poderia ser diferente quando a grife por trás de cada vinho é a LVMH.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto


Sobre o autor

Celso Masson, 53, é jornalista, diretor de núcleo da Editora Três, winemaker e palestrante de vinhos. Nos últimos dez anos, vem estudando e acompanhando a produção, os negócios e os prazeres do mundo da enologia. Se formou winemaker após integrar um exigente programa oferecido pela Escola do Vinho Miolo. Já tem três rótulos produzidos em parceria com a inovadora vinícola brasileira.


Mais colunas e blogs


Mais posts

Ver mais

Copyright ©2022 - Três Editorial Ltda.
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.