Finanças

Tentativa é de firmar-se em alta, mas queda das ações da Vale limita Ibovespa

Tentativa é de firmar-se em alta, mas queda das ações da Vale limita Ibovespa

O investidor na B3 se depara com um quadro misto de catalisadores nesta quarta-feira, 17, a exemplo do exterior, onde as bolsas europeias caem, o S&P 500 de Nova York cede e O Nasdaq e o Dow Jones sobem. Enquanto a reforma previdenciária tende a dar uma trégua nos próximos dias, assuntos corporativos locais e o desempenho do mercado internacional são referência na B3, conforme operadores. Após abrir acima dos 104 mil pontos, o Ibovespa diminuía os ganhos, aos 103.806,56 pontos (alta de 0,03%).

O tema privatização está de volta. O governo volta a sinalizar que pretende privatizar a Eletrobras. A ideia é que a União perca o controle acionário da empresa ao diminuir sua participação dos atuais 60% para menos de 50%. Os papéis sobem perto de 4,00%.

Além disso, o investidor deve ficar de olho nas ações de outras estatais, caso de Petrobras. Na terça, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse que o governo vai “privatizar tudo aquilo que puder ser privatizado”, incluindo a Petrobras. A petroleira, conforme ele, vai vender refinarias. Além disso, o investidor avalia notícia de que a empresa fechou acordo com o governo do Uruguai para deixar as concessões que possui atualmente no país, o que pode dar viés de alta nos papéis. Apesar da valorização do petróleo no exterior, os papéis da Petrobras caem.

Alguns papéis do setor de consumo na B3 avançam. Diante do enfraquecimento da atividade econômica, o governo deve permitir que os trabalhadores saquem até 35% dos recursos de suas contas ativas (dos contratos de trabalho atuais) do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A expectativa é que a medida injete até R$ 42 bilhões na economia.

A intenção do governo em liberar recursos das contas do FGTS para impulsionar a economia pode ter pouco efeito sobre os negócios, já que “o dinheiro pode ser usado mais para quitar dívidas”, afirma um operador, diz o operador.

O assunto pode ser abordado na Argentina, onde o presidente Jair Bolsonaro participa da Cúpula do Mercosul nesta quarta-feira, juntamente com o presidente o ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Levando em conta a proximidade da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), o investidor ainda ficará de olho a qualquer sinal a respeito da Selic, que atualmente está em 6,5%, mas quase todo o mercado dá como certo recuo para 6,25%.

Já as ações da Vale caem mais de 1,00%, coincidindo com a queda do minério de ferro na China.

Tópicos

Bovespa