Política

Temer só vai escolher ministro da Justiça após sabatina de Moraes, diz Mariz

O presidente Michel Temer disse para o criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira que só vai escolher o novo ministro da Justiça depois da sabatina a que o advogado Alexandre de Moraes será submetido no Senado pela cadeira de ministro do Supremo Tribunal Federal. A informação foi dada por Mariz, que foi recebido por Temer em São Paulo, nesta sexta-feira, 10.

Amigos, os dois conversaram longamente, não apenas sobre a sucessão no Ministério da Justiça que mantém em seu organograma a Polícia Federal da Lava Jato. Falaram também sobre a crise da segurança pública no País, tema que Mariz entende bastante pois foi secretário da área em São Paulo no Governo Orestes Quércia (1987/1991).

O próprio Temer comandou a Polícia paulista nos governos Franco Montoro (1983/1987) e Fleury Filho (1991/1994).

Mariz é citado frequentemente como um nome para a vaga de Moraes, que deixou o Ministério após ser indicado pelo presidente para ocupar a cadeira que foi do ministro do STF Teori Zavascki, morto em janeiro em um acidente aéreo.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?