Política

Temer só vai escolher ministro da Justiça após sabatina de Moraes, diz Mariz

O presidente Michel Temer disse para o criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira que só vai escolher o novo ministro da Justiça depois da sabatina a que o advogado Alexandre de Moraes será submetido no Senado pela cadeira de ministro do Supremo Tribunal Federal. A informação foi dada por Mariz, que foi recebido por Temer em São Paulo, nesta sexta-feira, 10.

Amigos, os dois conversaram longamente, não apenas sobre a sucessão no Ministério da Justiça que mantém em seu organograma a Polícia Federal da Lava Jato. Falaram também sobre a crise da segurança pública no País, tema que Mariz entende bastante pois foi secretário da área em São Paulo no Governo Orestes Quércia (1987/1991).

O próprio Temer comandou a Polícia paulista nos governos Franco Montoro (1983/1987) e Fleury Filho (1991/1994).

Mariz é citado frequentemente como um nome para a vaga de Moraes, que deixou o Ministério após ser indicado pelo presidente para ocupar a cadeira que foi do ministro do STF Teori Zavascki, morto em janeiro em um acidente aéreo.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel