Giro

Telescópio Hubble tirou uma foto impressionante de um aglomerado de galáxias

Crédito: Reprodução/NASA

Entre os pequenos pontos, espirais e ovais que são as galáxias que pertencem ao aglomerado, existem várias figuras claras em forma de crescente (Crédito: Reprodução/NASA)

O Telescópio Espacial Hubble fotografou Abell 2813, um aglomerados de galáxias que são tão massivos que distorcem a luz que passa através de constelações de outras galáxias.

Este aglomerado atua como uma lente gravitacional, fazendo com que a luz de galáxias mais distantes se curve, segundo informou a assessoria de imprensa do Observatório da NASA.

+ NASA mergulha nave de quase 7 toneladas em um piscina; veja o vídeo

Entre os pequenos pontos, espirais e ovais que são as galáxias que pertencem ao aglomerado, existem várias figuras claras em forma de crescente. Esses arcos curvos de luz são exemplos notáveis ​​de um fenômeno conhecido como lentes gravitacionais.

A lente gravitacional ocorre quando a massa de um objeto curva a luz. Os crescentes curvos nesta imagem não são galáxias curvas. Em vez disso, eles são a luz das galáxias que estão realmente fora de Abell 2813.

O aglomerado galáctico é tão grande que age como uma lente gravitacional, fazendo com que a luz das galáxias mais distantes ao seu redor se curve. Essas distorções podem assumir várias formas: linhas longas ou arcos.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Vamos lembrar, o telescópio Hubble tirou uma foto da galáxia espiral NGC 7678. Ela está localizada na constelação de Pegasus a 164 milhões de anos-luz da Terra.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel