Ciência

Tecnologia de empresa promete eliminar o novo coronavírus do ar

Crédito: Pixabay

A ionização rádio-catalítica ocorre por meio da instalação de um aparelho em sistemas de ar condicionado (Crédito: Pixabay)

A americana Aerus desenvolveu uma tecnologia de IRC (Ionização Radiante Catalítica) e afirma que a inovação consegue eliminar o novo coronavírus presente no ar.

A solução conta com ionização rádio-catalítica que ocorre por meio da instalação de um aparelho em sistemas de ar condicionado.

O equipamento emite uma luz ultravioleta germicida que reage com a água e a umidade do ambiente, criando partículas baseadas em oxigênio e hidrogênio que fazem a depuração do ar.

+ O que se sabe sobre a nova cepa do coronavírus?
+ Vacina da Moderna começa a ser distribuída nos EUA hoje

No Brasil, quem detém a tecnologia com exclusividade é a Ecoquest, que comercializa a tecnologia para empresas e permite o retorno de colaboradores aos ambientes presenciais. Dentre os serviços prestados pela Ecoquest este ano, mais de 50% foram em edifícios corporativos.

“Grandes empresas e, sobretudo, multinacionais, preocupadas com a saúde de seus colaboradores, utilizaram nossa tecnologia para garantir a qualidade do ar em seus escritórios e, assim, permitir uma volta gradual ao trabalho presencial”, afirma Frederico Paranhos, diretor de Serviços e Projetos Especiais da Ecoquest em nota divulgada à imprensa.

Segundo ele, o segmento hoteleiro representa 20% dos contratos. Há também hospitais, shopping centers e escolas, entre outros.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel