Finanças

Taxas futuras têm viés de alta com dólar e liquidez segue baixa

Os juros futuros mostram viés de alta na manhã desta segunda-feira, acompanhando o dólar, e a liquidez segue reduzida, num dia de agenda fraca. As taxas estão com oscilação limitada desde a abertura. Na agenda local, o destaque da semana é o IBC-Br de maio, visto como uma prévia para o PIB, que sai amanhã.

Hoje, a pesquisa Focus mostrou que as estimativas do mercado para o PIB deste ano passaram de retração 6,50% para queda de 6,10%. A mediana das previsões no mercado para a Selic neste ano seguiu em 2,00% ao ano em 2020. Os economistas do mercado financeiro alteraram a previsão para o IPCA de alta de 1,63% para 1,72%. Às 10h12, o DI para janeiro de 2023, o mais negociado, apontava 4,10% ante 4,08% no ajuste de sexta-feira. O DI para janeiro de 2027 exibia taxa de 6,39%, de 6,37% no ajuste anterior.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

taxas de juros