Finanças

Taxas futuras de juros rondam ajustes anteriores com inversão do dólar para baixo

Os juros futuros iniciaram a sessão desta terça-feira, 11, em viés de alta, acompanhando a valorização do dólar ante o real, mas pouco depois voltaram a rondar os ajustes da última sexta-feira (6). Na renda fixa, os agentes ajustam as taxas atentos ao dólar, que ensaiava leve queda por volta das 9h30.

Os contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) não chegam a refletir o desconforto dos agentes após o embate jurídico envolvendo a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Nesta segunda-feira, 9, o desembargador federal João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), relator da Operação Lava Jato na Corte, ratificou a revogação das decisões deferidas pelo desembargador federal Rogerio Favreto, que no último domingo (8), durante plantão, concedeu habeas corpus de suspensão da execução provisória da pena do petista.

Às 9h32 desta terça, o DI para janeiro de 2019 estava em 6,830%, na mínima, de 6,827% no ajuste da última sexta-feira. Já o DI para janeiro de 2020 apontava 8,25%, de 8,26%. O DI para janeiro de 2021, mais líquido, projetava 9,23%, de 9,25%. Na ponta mais longa, o DI para janeiro de 2023 marcava 10,56%, de 10,60%.



Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

taxas de juros