Giro

TAS anula banimento do Manchester City de competições europeias

Crédito: Reprodução//Manchester City

O Tribunal de Arbitragem do Esporte (TAS), órgão internacional independente criado para resolver disputas relacionadas ao esporte, anulou nesta segunda (13) a decisão da Uefa de banir do Manchester City de competições europeias por duas temporadas (Crédito: Reprodução//Manchester City)

O Tribunal de Arbitragem do Esporte (TAS), órgão internacional independente criado para resolver disputas relacionadas ao esporte, anulou nesta segunda (13) a decisão da Uefa de banir do Manchester City de competições europeias por duas temporadas. A pena foi imposta em fevereiro deste ano.

Naquela ocasião, a Câmara de Decisões do Organismo de Controle Financeiro (CFCB) da entidade europeia acusou o clube inglês de violar regras do Fair Play financeiro e de não colaborar com as investigações.

Além disso, o City ainda conseguiu reduzir a outra parte da pena. A multa de 30 milhões de euros foi reduzida em um terço, totalizando 10 milhões de euros.

Na publicação, o TAS disse que o processo dirigido pelo CFCB carecia de provas: “O CAS enfatizou que a maioria das supostas violações relatadas pela Câmara Adjudicatória do CFCB não foram estabelecidas ou tinha prazo estipulado. Como as acusações relativas a qualquer ocultação desonesta de fundos de ações eram violações claramente mais significativas do que obstruir as investigações da CFCB, não era apropriado impor a proibição de participar nas competições de clubes da UEFA pelo fracasso do MCFC [Manchester City] em cooperar apenas com as investigações do CFCB”.

Após a publicação, o clube inglês aproveitou para parabenizar o órgão jurídico: “Embora o Manchester City e seus consultores jurídicos ainda não tenham analisado a decisão completa do Tribunal de Arbitragem do Esporte (TAS), o clube deseja expressar satisfação com as implicações da decisão de hoje que valida a posição do clube e do conjunto de evidências apresentadas. O clube deseja agradecer ao TAS e aos membros do painel árbitros por sua diligência e pelo devido processo que eles administraram”.

Veja também

+ Quarta parcela do auxílio sai hoje (14) para os nascidos em agosto

+ Cunhado de Maradona morre de Covid-19 na Argentina

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?