Mundo

Tarifas de Trump causam prejuízo de US$ 340 milhões a destilaria de uísque

Crédito: Divulgação

A guerra tarifária do governo Trump está prejudicando as destilarias de uísque dos Estados Unidos (Crédito: Divulgação)

Os destiladores de uísque dos Estados Unidos perderam quase US$ 340 milhões em vendas para a União Europeia nos últimos dois anos. O motivo envolve uma briga comercial entre EUA e Bélgica.

Segundo a CNN, as exportações para a União Europeia de bourbon, uísque do Tennesse e uísque de centeio caíram um terço desde que uma tarifa de 25% entrou em vigor em junho de 2018. Esse dado foi divulgado pelo Conselho de Bebidas Destiladas dos EUA.

+ Trump ameaça UE e China com novas tarifas
+ União Europeia e Estados Unidos analisam relações estratégicas

“As tarifas inviabilizaram uma grande história de sucesso nas exportações americanas”, disse Chris Swonger, CEO do Conselho, em comunicado. “Os destiladores americanos desfrutaram de duas décadas de crescimento sem paralelo na UE antes da implementação dessas tarifas”, acrescentou.

Em 2018, a UE impôs tarifas em um montante de US$ 3 bilhões em mercadorias norte-americanas, incluindo uísque, motos e roupas. Essa foi uma resposta ao aumento das tarifas do governo Donald Trump sobre o aço e alumínio da Europa.

As tarifas aumentaram temporariamente os lucros das siderúrgicas americanas, mas o setor acabou sentindo os impactos da medida e, no final do ano passado, a US Steel anunciou que iria fechar uma usina perto de Detroit.

No mercado interno, as empresas norte-americanas não conseguiram compensar essas exportações perdidas e deixaram de receber US$ 337 milhões.

As exportações de uísque para o bloco europeu aumentaram cinco vezes entre janeiro de 1997, quando boa parte das tarifas foram eliminadas, e junho de 2018. O montante saiu dos US$ 143 milhões para US$ 750 milhões movimentados anualmente.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?