Economia

Tarifa contra Brasil não tem a ver com China, mas manipulação cambial, diz Ross

O secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, afirmou nesta terça-feira que o restabelecimento de tarifa anunciado ontem pelo presidente Donald Trump contra o aço e o alumínio de Brasil e Argentina não tem a ver com a situação no comércio com a China. “As tarifas contra Brasil e Argentina não tem a ver com a China, mas com a manipulação cambial”, disse Ross, durante entrevista à rede CNBC.

Ross disse que os EUA são o principal cliente do aço do Brasil, por isso o País teria ficado “chateado” com o anúncio de Trump.

Veja também

+ Bolsonaro posta foto com filha e rebate crítica: “Já tomou Caracu hoje?”

+ Faça em casa receita de pudim com milho e leite condensado

+ Ex-capa da Playboy é presa acusada de tráfico de drogas em rede de prostituição

+ Com bumbum à mostra, Ivy Moraes filosofa no Instagram

+ Saiba por que as farmacêuticas vêm testar vacinas no Brasil

+ Namorada de Marco Verratti exibe fotos sensuais

+ Lívia Andrade posa de fio dental

+ Auxílio emergencial: Caixa credita hoje parcela para nascidos em janeiro

+ Google permite ver animais em 3D com realidade aumentada

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?