Negócios

Supersônicos: conheça as empresas que apostam na retomada dos super jatos

A era dos voos comerciais supersônicos encerrou há 15 anos; empresas de tecnologia acreditam em parcerias para retomar os voos

Supersônicos: conheça as empresas que apostam na retomada dos super jatos

Já se passaram 15 anos desde a última viagem comercial em um avião supersônico. Depois de décadas cruzando o céu em velocidade mais rápida que a do som (mach 1), o modelo Concorde foi aposentado em 2003. Porém, a volta dos super jatos pode estar próxima. Confira abaixo quatro empresas que apostam na retomada dos voos em mega velocidade e a previsão para a estreia dos seus projetos

Boom Supersonic

Modelo Overtune, da Boom Supersonic

Avião: Overture

Velocidade: mach 2.2

Primeiro voo: 2023

Os fundadores da Boom Supersônic esperam que seu avião de 55 lugares seja 30% mais eficiente e 30 vezes mais silencioso que o Concorde.

No início de janeiro, a empresa, sediada no Colorado, fechou uma rodada de investimento de US$ 100 milhões para apoiar o desenvolvimento de sua aeronave mach 2.2, a Overture. O financiamento total para o Boom agora é de US$ 141 milhões.

A Boom diz que o avião de teste supersônico, o XB-1, quebrará a barreira do som em 2019 pela primeira vez e alcançará Mach 2.2 em experimentos futuros.

Aerion Supersonic

Modelo AS2, da Aerion Supersonic

Avião: AS2

Velocidade: mach 1.4

Primeiro voo: 2023

A Aerion está desenvolvendo um jato executivo de 12 lugares que tem a capacidade de voar direto de Nova York para São Paulo ou de  Londres para Pequim. A fase preliminar do projeto, em parceria com a empresa americana de defesa Lockheed Martin, deverá ser concluída em 2020.

A Lockheed também está trabalhando com a Nasa na criação de um avião comercial supersônico mais silencioso, chamado X59 QueSST.

Spike Aerospace

Modelo Spike S-512, da Spike Aerospace

Avião: Spike S-512

Velocidade: mach 1.6

Primeiro voo: 2023

A Spike Aerospace, com sede em Boston, afirma que o S-512 será a aeronave civil mais rápida disponível. A empresa está desenvolvendo um jato supersônico silencioso com capacidade de 12 a 18 pessoas, que tem o objetivo de voar sem escalas entre Dubai e Nova York em quase metade do tempo que atualmente leva uma aeronave subsônica.

A companhia está desenvolvendo o avião de US$ 125 milhões com a ajuda da Greenpoint Technologies e da Siemens.

Boeing

Modelo da Boeing, ainda sem informações sobre lançamento

Avião: desconhecido

Velocidade: mach 5

Primeiro voo: sem data

Fontes afirmam que a Boeing está trabalhando em um projeto hipersônico, com velocidade mach 5, cinco vezes a velocidade do som. Os detalhes do projeto nunca foram divulgadas pela empresa.