Dinheiro em Ação

SulAmérica vende auto e ramos elementares por R$ 3 bilhões

Crédito: Julio Bittencourt

Papéis avulsos

A SulAmérica, presidida por Gabriel Portella Fagundes Filho, vendeu por R$ 3 bilhões a operação de automóveis e ramos elementares para a Allianz Seguros. A conclusão da transação está condicionada ao cumprimento de determinadas condições, como a aprovação dos órgãos reguladores. Até a conclusão, as partes continuarão a conduzir seus negócios de forma independente. “Portanto, clientes, corretores, assessorias, fornecedores, colaboradores e demais partes interessadas não devem esperar quaisquer alterações na administração, relações comerciais, fornecimento e oferta de produtos da SulAmérica”, diz o fato relevante divulgado pela seguradora. “Ademais, a transação representará um montante relevante de liquidez para a companhia aproveitar oportunidades de crescimento orgânico e inorgânico no futuro”. De acordo com o documento, a operação reforça a estratégia da SulAmérica, que vem concentrando suas atividades nos segmentos de saúde, odontologia, vida e previdência, além da gestão de ativos. Combinadas, essas operações representaram cerca de 85% do faturamento da SulAmérica no primeiro semestre de 2019.

 

Quem vem lá

BMG e Sinqia avaliam ofertas de ações

Aproveitando o apetite dos investidores por ações com a queda dos juros, o Banco BMG e a Sinqia (ex-Senior Solution) avaliam fazer a emissão de novos papéis no mercado. A instituição financeira mineira estuda uma oferta pública inicial de ações preferenciais, alternativa que já foi considerada no ano passado, mas que na ocasião não foi levada adiante. O banco está sondando bancos, locais e internacionais, para atuarem como coordenadores da potencial oferta. A Sinqia, por sua vez, já aprovou a contratação do BTG Pactual e do Credit Suisse para coordenarem a potencial realização de uma oferta pública primária de distribuição de ações ordinárias. Para realizar a oferta, a empresa de tecnologia precisará do aval dos acionistas para aumentar o limite do capital. Em ambos os casos, até o momento não há qualquer definição sobre a oferta, sujeita às condições do mercado. As ações da Sinqia sobem 149,1% em 2019.

 

Saneamento

Sabesp assume saneamento de Guarulhos

A Sabesp foi notificada pela Prefeitura de Guarulhos para que assuma de forma emergencial o serviço de esgotamento sanitário do município, anteriormente desempenhado pela Sagua. A medida foi adotada devido ao risco de descontinuidade da prestação de serviços em virtude da decretação de caducidade da concessão. A operação poderá ter duração de 60 dias, prorrogável por igual período. Durante esse tempo, o Estado e a Sabesp deverão formalizar a transferência dos serviços, caso contrário, eles voltarão a ser de responsabilidade do município. As ações da Sabesp sobem 65,3% em 2019.

 

Papel e celulose

Queimadas da Amazônia não afetam Suzano

Em função das queimadas na Amazônia, a Suzano informou que sua base florestal, composta de 1,3 milhão de hectares de eucaliptos plantados para o suprimento de madeira para as atividades industriais, e de mais de 900 mil hectares de áreas nativas para fins de preservação, não foiafetada pelas chamas. “Defendemos a preservação do bioma amazônico, assim como a proteção dos demais biomas, da biodiversidade e da população que vive nesses locais”, diz o comunicado ao mercado da Suzano. As ações da empresa acumulam desvalorização de 24,3% no ano.

 

Touro x Urso

Os novos capítulos da guerra comercial estressaram os investidores, levando o Ibovespa a retroceder para baixo dos 100 mil pontos, voltando aos patamares de meados de junho. O embate do governo Bolsonaro com países europeus – e a França em particular – por conta das queimadas na Amazônia, se não pesaram em demasia para o fraco desempenho do mercado, também não contribuíram para ajudar a bolsa a subir.

 

Destaque no pregão

JBS compra líder na produção suína do Reino Unido

A JBS, por meio da controlada Pilgrim´s Pride Corporation, adquiriu por £ 290 milhões (R$ 1,47 bilhão) a Tulip Company, líder na produção de carne suína e alimentos preparados no Reino Unido. O preço de compra representa um múltiplo de 5,4x da geração de caixa esperada, medida pelo Ebitda. A transação será totalmente financiada pelo caixa da Pilgrim´s. Apesar da companhia adquirida ser relativamente pequena para afetar os resultados da JBS de forma imediata, os analistas da Guide avaliam que outras aquisições devem acontecer, fortalecendo sua presença nos mercados globais e diversificando o portfólio. “Seguimos confiantes com JBS e acreditamos que os impactos da Gripe Suína Africana devem continuar a beneficiar a companhia”, dizem os analistas da Guide. A ação da JBS sobe 140,3% no ano.

Palavra do analista:
Para os analistas da Guide, a aquisição da Tulip é positiva diante da redução da capacidade global de produção de carne suína. A gripe suína aumentou os preços das proteínas e as preocupações sanitárias a diversos mercados. Na avaliação dos especialistas, a companhia busca, em um momento de mercado oportuno, aumentar a exposição no segmento de carne suína e ampliar o mercado de atuação.

 

 

Mercado em números

VIA VAREJO
R$ 1,5 bilhão – É o montante que será emitido pela companhia em notas promissórias comerciais, com juros remuneratórios correspondentes a 119% do CDI, com prazo de vigência de um ano.

VALE
US$ 280,9 milhões – Trata-se do saldo remanescente dos bônus emitidos pela mineradora no exterior, que serão resgatados em 26 de setembro. A companhia resgatou recentemente todos os bônus com vencimento em junho de 2021.

MARISA
R$ 175 milhões – É o quanto a varejista vai emitir em sua primeira emissão de notas promissórias comerciais, em dez séries, com quatro notas em cada uma delas.

EZTEC
R$ 120,4 milhões – O valor corresponde ao valor geral de vendas (VGV) do empreendimento Haute Ibirapuera na zona sul de São Paulo, com uma torre residencial, totalizando 58 unidades de alto padrão, com áreas de‑ 136 a 181 m².

SER EDUCACIONAL
R$ 32,8 milhões – É o montante de dividendos que será distribuído aos acionistas da companhia, correspondente a 30% do lucro líquido do segundo trimestre, e a R$ 0,25 por ação.

 

Número da semana

R$ 13,8 bilhões

Foi o lucro líquido do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no primeiro semestre de 2019, o que representa um crescimento de 190% frente aos R$ 4,76 bilhões no mesmo período de 2018. O desempenho é atribuído principalmente ao crescimento de R$ 9,367 bilhões (228,4%) em participações societárias, que atingiu R$ 13,469 bilhões, seguido pelo aumento de R$ 1,425 bilhão (21,8%) no produto da intermediação financeira. O resultado com participações societárias refletiu principalmente o crescimento de R$ 7,384 bilhões (245,5%) com alienações de investimentos, com destaque para a venda de ações da Petrobras e da Vale, além da operação de incorporação de Fibria pela Suzano, que, juntas, responderam por 91,4% do resultado do banco.

 

 

Entrevista da semana

“Queremos inserir o brasileiro no shopping center financeiro global”

Fernando Pavani, co-fundador da Remessa Online

A plataforma digital ‘Remessa online’ foi criada em 2016 pelos executivos Fernando Pavani e Stefano Milo. A proposta é permitir aos clientes transferir recursos ao exterior com custos até 80% menores do que nos bancos seja para o pagamento de produtos ou serviços. A empresa usa o blockchain para oferecer custos mais baixos do que os meios tradicionais, o que tem permitido um crescimento acelerado das operações. No primeiro ano, a empresa realizou cerca de duas mil transações. Em ritmo crescente desde então, chegou à marca de 100 mil operações no primeiro semestre de 2019. Nos três anos, foram cerca de R$ 10 bilhões movimentados na plataforma digital.

Qual o público alvo da empresa?
Até o momento, a pessoa física. Nosso objetivo é que a Remessa Online sirva como a porta de entrada dos brasileiros para as mais diversas opções que estão disponíveis no shopping center financeiro global. Mas estamos prestes a lançar uma plataforma voltada também para a pessoa jurídica.

Qual deve ser o ritmo de crescimento da Remessa Online?
Até por conta do lançamento do serviço para PJ, esperamos dobrar de tamanho até o primeiro semestre de 2020. Vamos investir cerca de US$ 100 milhões para expandir a operação nos próximos dois anos, utilizando recursos de investidores que apostaram no nosso negócio.

Quais são os tipos de operação realizadas pelos clientes?
Temos as mais diversas situações, como uma empresária que queria importar bolas de paintball da China e estava tendo dificuldades para conseguir trazê-las, porque é necessário uma permissão do Exército. Ajudamos com isso. Fizemos também uma parceria com a Creditas, para oferecer financiamento para estudantes que querem passar uma temporada no exterior.