Investidores

Sua Black Friday longe do vermelho

Assim como faz o varejo, os bancos e as plataformas de investimento estão com promoções tentadoras. É prudente tomar cuidado.

Crédito: Divulgação

Promoção tradicional nos Estados Unidos, a Black Friday já se incorporou ao calendário do varejo brasileiro. Mais recentemente, a prática de oferecer descontos se estendeu para além do comércio. Bancos e gestoras de recursos também querem atrair mais clientes com ofertas. As promoções são várias e variadas. A plataforma de distribuição de investimentos Easynvest reduziu de 1,80% para 1,29% ao mês a taxa de juros cobrada nos empréstimos. O benefício destina-se aos clientes que tenham pelo menos R$ 75 mil custodiados, e que precisem de financiamentos de R$ 1 mil a R$ 200 mil. A empresa também fará dez sorteios no valor de R$ 500 para quem adquirir produtos de previdência e reduzirá de cerca de R$ 40 mil o aporte inicial em dois fundos. O Easynvest TOP Fundo de Ações FIC FIA terá R$ 100 de entrada. Já o Easynvest TOP Fundo Internacionais FIC FIM IE terá R$ 500 de entrada. Haverá também redução no preço do curso Como investir na Bolsa de Valores, de R$ 400 para R$ 99. “Esperamos um incremento de até 30% na abertura de contas durante o período”, disse o gerente de Marketing da Easynvest, Ricardo Campos.

Outra plataforma de distribuição de investimentos, a Órama, quer aproveitar a oportunidade para aumentar a clientela. Ao fazer o primeiro depósito, a cada R$ 3.500, o investidor ganha, no mesmo dia, 2% desse valor, através de uma cota no fundo imobiliário IBFF11. O benefício está limitado a três cotas do fundo, para investimentos de até R$ 10,5 mil, e só vale para os mil primeiros interessados. Além disso, a Órama vai oferecer taxas diferenciadas para quem aplicar em Certificados de Depósito Bancário (CDB) do Banco Máxima. Os rendimentos variam de acordo com o prazo de vencimento, e vão de 8,85% ao ano para aplicações de três anos e meio até 12% ao ano para aplicações bem mais longas, de nove anos e meio.

Ricardo Campos, gerente de marketing da Easynvest. A plataforma de distribuição de investimentos fará sorteios e reduzirá o aporte mínimo inicial em fundos. (Crédito:Divulgação)

A Trígono Capital, especializada em small caps, reduziu o valor da aplicação inicial mínima do seu fundo Trigono Delphos Income FIA de R$ 5 mil para R$ 250 para aplicação inicial e para movimentação. O Delphos investe em ações de empresas de menor capitalização e que sejam consistentes no pagamento de proventos. A Acqua Investimentos não reduzirá taxas, mas vai presentear com um colete quem abrir uma conta na empresa e fazer uma TED de R$ 100 mil. “No nosso caso, é uma ação de marca”, afirmou Paulo Barreto, sócio-diretor da Acqua.

Os benefícios também incluem operações de crédito. A fintech Creditas vai pagar a primeira parcela de empréstimos contratados com garantia de veículo, com prazos de 48 ou de 60 meses, e de imóveis com prazo acima de 240 meses. A CM Capital vai anunciar promoções diárias até o fim de novembro, entre os quais cursos gratuitos, produtos de renda fixa com rendimento maior e redução no valor de entrada em fundos. A Black Friday da XP inclui produtos de previdência, renda fixa, renda variável e Certificados de Operações Estruturadas, entre outros. A Rico irá oferecer uma assinatura promocional dos seus relatórios, por R$ 1,00 ao mês durante 12 meses.

CUIDADOS Vale a pena aproveitar as promoções? Assim como nas ofertas de eletrodomésticos e roupas, é preciso analisar com cuidado as condições oferecidas pelo vendedor. A advertência é do professor de finanças da Fundação Getulio Vargas (FGV) de São Paulo, Henrique Castro. Comprar uma televisão pelo preço normal achando que pagou menos é decepcionante. No entanto, investir em um produto inadequado pode resultar em prejuízo ainda maior. “A concorrência é grande. E é comum oferecer algo que já existe no mercado como se fosse uma promoção”, disse Castro.

Para evitar que a Black Friday mande seus rendimentos para o vermelho, o investidor deve proceder de maneira similar à das promoções de varejo. Comparar preços e ler cuidadosamente as letras miúdas para saber se não há cláusulas escondidas que podem afetar o desempenho do investimento. Castro lembra que diversas plataformas já isentam de taxa as aplicações no Tesouro Direto, e que é possível descobrir seus nomes diretamente na página do Tesouro Direto na internet.

Outra recomendação é ficar atento às cláusulas contratuais. Verificar, por exemplo, se as promoções não incluem regras que obriguem o investidor a manter o dinheiro aplicado por um período maior do que o desejado. Outro risco é o de fraudes realizadas por empresas falsas que surgem durante a Black Friday. Uma forma de evitar isso é verificar se a instituição consta do cadastro da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). “Jamais deposite dinheiro em conta corrente de pessoas física. É proibido e empresas idôneas não pedem isso”, afimou Castro.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?