Edição nº 1146 11.11 Ver ediçõs anteriores

Streaming de ouro

Streaming de ouro

Os bons resultados obtidos pela Netflix no Globo de Ouro já refletiram no bolso dos acionistas da empresa. Na segunda-feira 7, as ações da companhia americana subiram 5,97% e terminaram o dia avaliadas em US$ 315,3 cada. Com isso, o valor de mercado da Netflix passou a US$ 137,4 bilhões. Com cinco prêmios, o serviço de streaming foi o grande vencedor da noite ao desbancar produtoras favoritas e conseguir colocar o filme Roma e o diretor Alfonso Cuarón entre os premiados da cerimônia que serve de termômetro para os favoritos ao Oscar.

(Nota publicada na Edição 1103 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Os chineses na mira da justiça Americana

TikTok, quem diria, um – até prova em contrário – inocente aplicativo de criação e edição de vídeos caseiros, fez acender a luz [...]

Retocando a maquiagem

Do nada, como se fosse a coisa mais comum do mundo, o Facebook apresentou na semana passada um novo logotipo. Bem, aparentemente não [...]

Google: mutirão anti-hacker

As big techs, o governo dos EUA e até a torcida do Flamengo sabem que não há um dia (talvez uma hora) na vida sem que haja hackers [...]

A volta dos que não foram

A gigante do streaming de áudio Spotify resolveu desafinar: em vez de montar o palco para estrelas da música, seu core business, [...]

Chrome domina

(Nota publicada na Edição 1146 da Revista Dinheiro)
Ver mais