Giro

STJ afasta governador do Tocantins por 180 dias em investigação sobre desvios em plano de saúde

Por Ricardo Brito



BRASÍLIA (Reuters) – O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta quarta-feira afastar por 180 dias o governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), no âmbito de duas investigações policiais complementares que apuram a formação de organização criminosa voltada para o cometimento de crimes contra o plano de saúde dos servidores estaduais, segundo comunicado.

O afastamento tem duração de seis meses, mas segundo a corte pode ser reavaliado a qualquer momento.

A determinação da Corte Especial do STJ confirmou a decisão cautelar do ministro Mauro Campbell Marques. Pela manhã, a Polícia Federal cumpriu outras medidas destinadas a desarticular a organização criminosa e impedir atos de obstrução das investigações na cúpula do governo.

Segundo o comunicado, os inquéritos, que tramitaram sob sigilo, indicaram a presença de indícios do recebimento de vantagens indevidas relacionadas ao plano de saúde e da formação de estrutura montada para a lavagem de ativos, numa investigação iniciada há quase dois anos.



A assessoria do governador não respondeu de imediato ao pedido de comentário.


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?