Negócios

Starbucks lança o primeiro serviço com copos reutilizáveis

Iniciativa no aeroporto de Gatwick, em Londres, visa economizar até 7 mil copos de papel em um mês

Starbucks lança o primeiro serviço com copos reutilizáveis

A Starbucks deixará 2 mil copos reutilizáveis no terminal neste primeiro mês de testes

A Starbucks inaugurou neste fim de semana o seu primeiro serviço com copos reutilizáveis no aeroporto de Gatwick, em Londres. Os clientes podem optar por receber o pedido em um copo reutilizável sem custo adicional ou pagar uma pequena taxa pelo recipiente de papel. Os copos reutilizáveis podem ser devolvidos em pontos de coleta espalhados pelo terminal.

Aproximadamente 7 milhões de copos de papel são consumidos anualmente no aeroporto, sendo que 5,3 milhões são reciclados. A Starbucks deixará 2 mil copos reutilizáveis no terminal neste primeiro mês de testes, com projeção de economizar até 7 mil copos descartáveis.

Desde o último ano a rede de cafés cobra uma pequena taxa adicional dos clientes que usam copos de papel. Segundo a empresa, o valor é revertido para a Hubbub, uma entidade com foco na conscientização do reuso dos recursos naturais e outros projetos ambientais.

“O objetivo é ajudar a criar uma nova cultura de reutilização, oferecendo aos clientes a opção de um copo reutilizável em vez de papel de graça”, disse Jaz Rabadia, gerente sênior de energia e sustentabilidade da Starbucks no Reino Unido.

Segundo o CEO da Hubbub, Trewin Restorick, o aeroporto de Gatwick oferece as condições ideais para a realização do teste. “A ambição por trás do teste é ajudar a criar uma nova cultura de reutilização em movimento e explorar como os clientes respondem ao deixarem seus copos para serem lavados e usados novamente.”

Esta não é a primeira ação entre a rede de cafeterias e a Hubbub em projetos ambientais. Em abril, a Starbucks anunciou que financiará com 1 milhão de libras programas de reciclagem de copos de papel em todo o Reino Unido escolhidos pela entidade. No mês anterior, a empresa havia informado que iria dobrar o uso de recipientes descartáveis em todo o mundo até 2022.