Ciência

Spray nasal: vacina brasileira pode ficar pronta em um ano e meio

Crédito: Pixabay

A proposta do trabalho é estudar melhor a resposta imune contra o coronavírus (Crédito: Pixabay)

Para aqueles que têm medo de agulha, mas estão sonhando com a vacina contra a covid-19, a solução pode estar perto. Pesquisadores brasileiros estão desenvolvendo uma vacina em spray nasal e o imunizante deve ficar pronto em um ano e meio.

Em entrevista ao Jornal da USP, Jorge Kalil Filho, diretor do Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), explicou que a proposta do trabalho é estudar melhor a resposta imune contra o coronavírus.



+ OMS autoriza uso emergencial da vacina de Oxford

O estudo coletou o sangue de pessoas contaminadas com o vírus para analisar os alvos da resposta de anticorpos e também da resposta celular. Segundo Kalil Filho, essa investigação mais profunda do antígeno é o que diferencia a nova vacina das demais.

A equipe criou a proteína spike em laboratório e a aplicou em 220 pacientes convalescentes para definir aspectos da resposta imune. De acordo com o professor, a meta é de que os testes em seres humanos comecem este ano.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!


A opção pelo desenvolvimento da vacina nasal ocorreu já que, dessa forma, é possível ter uma resposta local muito mais forte. Além disso, a vacina fortalece as defesas na mucosa nasal.

A produção da vacina será 100% nacional e o imunizante é adaptável às diferentes variantes, com a possibilidade de armazenamento em temperatura ambiente.