Negócios

Spotify perde R$ 11 bi em valor de mercado após problema com Neil Young

Crédito: Pixabay

Spotify perde R$ 11 bi em valor de mercado (Crédito: Pixabay)

O Spotify perdeu cerca de US$ 2,1 bilhões (R$ 11,3 bilhões) em valor de mercado, em três dias, após a polêmica envolvendo o músico Neil Young. O artista deixou a plataforma em protesto contra a manutenção do podcast de Joe Rogan, acusado de propagar teorias da conspiração e desinformações sobre a Covid-19.

“Eles [Spotify] podem ter Rogan ou Young. Não os dois.”, escreveu Neil Young em carta à gravadora e empresários.



As ações do Spotify caíram 6% de 26 a 28 de janeiro. No mesmo período, o índice composto Nasdaq, de alta tecnologia, subiu 1,7% e o Dow Jones Industrial Average subiu 1,1%, informou a revista Variety.

O valor de mercado do streaming já estava em queda desde as primeiras semanas deste ano, quando as  ações tiveram desvalorização de 25%, segundo o Uol.

Joe Rogan tem um contrato de exclusividade de US$ 100 milhões, mais de R$ 530 milhões, por vários anos com o Spotify e permanece na programação do streaming.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


Ações europeias são apoiadas por setor de tecnologia, mas marcam pior mês desde final de 2020

O protesto de Neil Young motivou a saída da cantora e compositora canadense Joni Mitchell, que anunciou na sexta-feira (28) que retirará suas músicas da plataforma, informou o Uol.


O Spotify anunciou medidas para combater a desinformação sobre a Covid-19 na plataforma. A empresa vai incluir links em todos os podcasts que mencionarem o coronavírus, direcionando os usuários para informações cientificamente verificadas.

“Estamos trabalhando para adicionar um alerta de conteúdo para qualquer episódio de podcast que inclua discussão sobre a Covid-19, disse o presidente e fundador do Spotify, Daniel Ek, em um comunicado.