Giro

SP: nova estação de trem Francisco Morato começa a funcionar hoje

Crédito: CPTM/Divulgação

Estação vai contar com um sistema anti-enchente, elaborado para reduzir ao máximo os riscos de interrupção na circulação de trens e elevar a segurança dos passageiros em período de chuvas (Crédito: CPTM/Divulgação)

A partir de hoje (1º) está aberta aos usuários do transporte público a nova estação Francisco Morato, na Linha 7-Rubi da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). A estação vai contar com um sistema anti-enchente, elaborado para reduzir ao máximo os riscos de interrupção na circulação de trens e elevar a segurança dos passageiros em período de chuvas. Diques e bombas drenarão a água por baixo da terra e um sistema de contenção fará com que a água não invada a estação.

Vigilantes terceirizados do Metrô de SP estão há 4 meses sem salários

Cade conclui julgamento de recursos do cartel do metrô e reduz multas a empresas

Segundo o governo estadual, que inaugurou a estação ontem (31), o telhado do terminal tem um sistema que transforma a água da chuva em um “turbilhão” que faz a água escoar pelas colunas, evitando acúmulos e vazamentos.

Com três plataformas, a estação foi construída para ser acessível, com cinco escadas rolantes, três elevadores, dois acessos externos e dois túneis sob a via férrea para a circulação de passageiros. Localizada ao lado do terminal de ônibus do município, a estação tem sanitários acessíveis disponíveis aos passageiros na área paga e validadores de bilhete único.

O contrato, no valor de R$ 160 milhões, prevê, além das obras da nova estação, o pátio norte para estacionamento de trens, obras de via permanente (infraestrutura, trilhos, dormentes, postes, treliças e fios de contato), AMV (aparelho de mudança de via), sinalização, banco de dutos, todo o sistema de rede aérea e a demolição da estação provisória.

Também há à disposição dos passageiros um boulevard e uma praça dentro dos limites da estação.

A estação conta ainda com o 19º Espaço Acolher da CPTM, para acolhimento de mulheres vítimas de importunação e assédio sexual dentro dos trens e estações da companhia. Os funcionários são preparados para atender as vítimas e dar o suporte necessário para que essas mulheres sejam acolhidas e se sintam seguras em denunciar os agressores.

Para ajudar a coibir este e outros crimes, a CPTM instalou 88 câmeras de segurança em toda a estação, ligadas diretamente à Central de Monitoramento de Segurança da companhia.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?