Giro

SP: Mutirão vai atualizar CNH de quem exerce atividade remunerada

Crédito: Ministério da Infraestrutura / Conselho Nacional de Trânsito

A ação atende prioritariamente os motoristas que precisam do EAR na habilitação (Crédito: Ministério da Infraestrutura / Conselho Nacional de Trânsito)



O Poupatempo, em parceria com o Detran-SP, promove neste sábado (2), um mutirão para inclusão do termo “Exerce Atividade Remunerada (EAR)” na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

A ação atende prioritariamente os motoristas que precisam do EAR na habilitação, medida obrigatória para as pessoas que trabalham e ganham dinheiro utilizando um veículo.

Serão 4,3 mil vagas distribuídas entre as unidades do Poupatempo. O serviço deve ser marcado previamente pelos canais eletrônicos neste site, aplicativo Poupatempo Digital e totens de autoatendimento.

“Para incluir o EAR, é necessário passar pela avaliação psicológica e, se considerado apto, pagar a taxa de emissão. Depois que todas as etapas estiverem concluídas, o condutor irá receber o documento físico pelos Correios, no endereço indicado pelo cidadão. Também será possível obter a CNH Digital, disponível no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT). O código de segurança para acessar a versão online pode ser consultado pelos canais eletrônicos do Poupatempo”, orienta o órgão.




Greve dos motoristas e cobradores causa transtornos e provoca lentidão em SP

Para solicitar o termo EAR é preciso:

  • Estar com a validade da CNH vigente;
  • Se o condutor for habilitado apenas na categoria A, para a inclusão da observação EAR, ele também deve ter mais de 21 anos, ter habilitação há no mínimo dois anos na categoria A e possuir curso de motofrete ou mototáxi válido;
  • Prontuário de habilitação registrado no Estado de São Paulo;
  • Não constar bloqueio ativo no prontuário de habilitação.

As habilitações solicitadas a partir de agora já serão emitidas no novo modelo da CNH pelo Detran.SP. Atendendo à Resolução nº 886 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a mudança altera características da identidade visual da carteira de motorista, agora em tons de verde e amarelo. Também possibilita a inclusão de informações como o nome social, para quem já possui essa opção no RG, filiação afetiva e o uso do código MRZ, que permite ao condutor embarcar em terminais de autoatendimento nos aeroportos brasileiros.