Agronegócio

Soja sobe em Chicago com otimismo de exportações dos EUA; trigo recua

Soja sobe em Chicago com otimismo de exportações dos EUA; trigo recua

Carregamento de soja

Por Julie Ingwersen

CHICAGO (Reuters) – Os futuros de soja negociados em Chicago subiram nesta quarta-feira, com o contrato de julho atingindo um pico de dois meses devido ao otimismo sobre a demanda de exportação pela oleaginosa dos EUA, disseram analistas.



O milho seguiu a alta da soja. Mas os futuros de trigo caíram com a realização de lucros, um dia depois que o contrato de julho estabeleceu uma máxima de seis semanas.

Na bolsa de Chicago, a soja para julho fechou em alta de 25,25 centavos de dólar a 17,17 dólares por bushel, após ter tocado a máxima do contrato desde 24 de fevereiro, de 17,2175 dólares.

O milho para julho subiu 10,25 centavos de dólar a 8,10 dólares por bushel, enquanto o trigo soft vermelho de inverno para julho fechou em queda de 11,50 centavos de dólar a 10,9750 dólares por bushel.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


Os preços para exportação da soja dos EUA estão competitivos ante o produto brasileiro para embarque em maio, e mais baratos do que os do Brasil para junho, julho e agosto, afirmou o economista-chefe de commodities da StoneX, Arlan Suderman, em nota a clientes. Brasil e Estados Unidos são os maiores exportadores de soja do mundo.

“Os embarques de soja dos EUA já estão com tendência de alta nas últimas semanas, sugerindo um verão ativo de carregamentos de grãos que reduzem a oferta dos EUA”, disse Suderman.


tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI3J0YV-BASEIMAGE