Estilo DINHEIRO

Só uma coisa cresceu em 8 meses de bolsonarismo: os descontentes

Crédito: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante visita ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). (Crédito: Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro desdenhou da pesquisa DataFolha que mostra que seu governo é avaliado como “ruim ou péssimo” por 38% da população. No entanto, outras pesquisas – como a XP/ Ipespe e a CNT/MDA – indicam exatamente a mesma coisa. O núcleo fiel do Bolsonarismo continua firme em 30%, assim como o do Lulismo, que tem patamar semelhante. Quase metade da população não se identifica com nenhuma das duas seitas, digo, grupos, o que deixa evidente a necessidade de um centro na política brasileira. O MDB tenta ocupar o espaço, enquanto o PSDB oscila pra direita e pra esquerda e é visto com desconfiança por todos. PSB, Rede e PDT não têm coragem de dizer tchau ao lulismo. Uma candidatura social-liberal (isso existe?) fecha o lote no primeiro turno. Alguém aí disse Huck 2022?

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?