Estilo DINHEIRO

Só uma coisa cresceu em 8 meses de bolsonarismo: os descontentes

Crédito: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante visita ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). (Crédito: Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro desdenhou da pesquisa DataFolha que mostra que seu governo é avaliado como “ruim ou péssimo” por 38% da população. No entanto, outras pesquisas – como a XP/ Ipespe e a CNT/MDA – indicam exatamente a mesma coisa. O núcleo fiel do Bolsonarismo continua firme em 30%, assim como o do Lulismo, que tem patamar semelhante. Quase metade da população não se identifica com nenhuma das duas seitas, digo, grupos, o que deixa evidente a necessidade de um centro na política brasileira. O MDB tenta ocupar o espaço, enquanto o PSDB oscila pra direita e pra esquerda e é visto com desconfiança por todos. PSB, Rede e PDT não têm coragem de dizer tchau ao lulismo. Uma candidatura social-liberal (isso existe?) fecha o lote no primeiro turno. Alguém aí disse Huck 2022?

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel