Tecnologia

Smartphone dobrável da Samsung pode custar US$ 1.770

Segundo agência de notícia, aparelho será lançado em março de 2019; valor é superior a melhor versão do iPhone XS Max

Smartphone dobrável da Samsung pode custar US$ 1.770

A expectativa gerada pelo anúncio do primeiro smartphone dobrável da Samsung pode se transformar em frustração. De acordo com a Yonhap, principal agência de notícias da Coreia do Sul, o novo aparelho terá custo de aproximadamente US$ 1.770 (R$ 6.637) no mercado internacional. O valor é maior que a melhor versão do iPhone XS Max, com custo de US$ 1.449 (R$ 5.433).

De acordo com agência de notícias, o novo aparelho da Samsung será batizado de Galaxy F e será lançado em março de 2019, junto com o Galaxy S10, o primeiro smartphone da empresa sul-coreana com capacidade de conexão 5G.

Especialistas afirmaram que a Samsung deve apresentar o próximo smartphone dobrável no Mobile World Congress, em fevereiro, na cidade de Barcelona, antes do lançamento oficial no mês seguinte.

A Samsung revelou os primeiros detalhes do seu smartphone dobrável na semana passada. O aparelho pode ser “aberto” como um livro em uma tela de 7,3 polegadas, semelhante à de um tablet. Fechado, o smartphone tem 4,6 polegadas.

O display inovador foi batizado de Infinity Flex. Segundo a empresa sul-coreana, os engenheiros e programadores tiveram que criar uma série de materiais e tecnologias a partir do zero para que a tela pudesse dobrar “centenas de milhares de vezes” sem quebrar ou apresentar danos.

A Samsung também trabalha com o Google para desenvolver uma versão do Android compatível com o novo aparelho. A empresa já adiantou o “App Continuity”, que permite usar um aplicativo quando o telefone é dobrado ou aberto.

Também foi revelado o recurso “janela multi-ativa”, permitindo o uso simultâneo de três aplicativos na tela do tablet.