Economia

Sindicato dos petroleiros notifica conselheiros da Petrobras contra venda da Rlam

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Vista externa de um prédio da Petrobras (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

Os conselheiros de administração da Petrobras foram notificados extrajudicialmente, nesta quarta-feira, 24, pelo Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF). A entidade argumenta que a apreciação da venda da Refinaria Landulpho Alves (Rlam) na reunião do colegiado, nesta data, constitui um ato de improbidade administrativa, de acordo com a Lei 8.419/92.

A legislação citada na notificação do sindicato trata da responsabilidade dos membros de um conselho de administração de atuar em benefício da empresa.



+ Mudança em calendário de abono deve liberar R$ 7,5 bi no Orçamento de 2021
+ Secretário de Saúde de SP antecipa compra de medicamentos para intubação

A visão do sindicato é que, caso a privatização da refinaria seja aprovada nesta quarta-feira, o colegiado pode ser acusado de agir contra os interesses da Petrobras, do ponto de vista estratégico e também financeiro.

Eles avaliam que as refinarias estatais fazem parte de uma cadeia de valor da empresa e, ao desmontá-la, a companhia deve perder dinheiro.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!


“Na notificação, o Sindipetro-NF lembra aos conselheiros da necessidade de cuidado em relação à decisão a ser tomada, que deve respeitar os interesses da companhia, às exigências do bem público e da função social da empresa”, afirma o Sindipetro-NF, em comunicado.