Agronegócio

Sindag: ação contra nuvem de gafanhotos na Argentina é considerada satisfatória

Crédito: Reprodução/Twitter Senasa

Técnico do Senasa observa gafanhotos em árvore na Argentina, mês passado (Crédito: Reprodução/Twitter Senasa)

São Paulo, 3 – Foi considerada satisfatória a operação aérea com produtos químicos realizada nesta quinta-feira (2) contra a nuvem de gafanhotos pousada na região de Sauce, na província de Corrientes, na Argentina. A aplicação aérea durou das 10h às 10h45, cobrindo toda a área com gafanhotos, em um local conhecido como Estância San José, informa o Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag), com base em relatório divulgado ontem à noite pelo Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Alimentar da Argentina (Senasa).

Conforme comunicado do Sindag, a expectativa é de que a ação do avião agrícola tenha eliminado quase toda a nuvem de gafanhotos. “Três horas após a aplicação, técnicos do Senasa chegaram ao ponto onde estavam os insetos e encontraram parte deles mortos e outros se debatendo ou voando de maneira irregular. Apesar de haver condições climáticas para fuga (a temperatura chegou a 17 graus durante o dia), em nenhum momento foi detectado qualquer voo de parte da nuvem deixando o local”, informa o sindicato.

+ Governo traça diretrizes para eventual combate a gafanhotos no país
+ Meteorologia indica ser improvável que nuvem de gafanhotos avance sobre o País

A averiguação final da ação deve ser feita ainda na manhã desta sexta-feira. “É quando os técnicos do Senasa voltarão ao local para contabilizar os insetos eliminados. Parte da equipe acompanhou a operação a 4 quilômetros do local, de onde podia visualizar toda a área, para se certificar de que não houve fuga de insetos. A observação dali durou até o fim da tarde”, explica o Sindag.

Como ontem estava frio, os insetos permaneceram na mesma área em que havia pousado na segunda-feira (29) e foram mapeados na terça, para a operação aérea.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel