Giro

Shoppings e lojistas pretendem revogar fechamento em São Paulo

Crédito: Reprodução/Abrasce

Shopping Top Center com decoração de Natal: associação está em pé de guerra contra restrições da fase vermelha (Crédito: Reprodução/Abrasce)

Shoppings e lojistas pretendem revogar o fechamento de shoppings no final e começo de ano, após o retorno do Estado de São Paulo à fase vermelha da medida de restrições, divulgada pelo governador Jõao Doria nesta terça-feira (22).

As medidas serão específicas entre os dias 25 e 27 de dezembro e dias 1 e 3 de janeiro. Nessas datas funcionarão somente os serviços essenciais. Todo o resto do comércio e demais atividades estarão fechados.

+ São Paulo endurece restrições para Natal e Ano Novo devido a repique da pandemia
+ São Paulo vai voltar para a fase vermelha do lockdown contra a covid

O presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Nabil Sahyoun, pretende entrar na justiça contra a medida e afirma que os estabelecimentos são lugares seguros e que atendem os protocolos exigidos.

“Os shoppings centers não têm aglomeração e estão respeitando todos os protocolos iniciados desde o mês de abril/maio, quando eles foram fechados. E, na reabertura, nós participamos dos protocolos para atender à proteção dos consumidores”. “Estamos com uma limitação de capacidade de 40%. Antes da pandemia, as pessoas ficavam 75 minutos no shopping, agora elas estão ficando cerca de 30 minutos. Nós vamos perder seis dias de faturamento, numa época pós Natal, que é muito importante”, explica Sahyoun.

Posicionamento da Associação Brasileira de Shopping Centers

A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), por sua vez, também divulgou um posicionamento sobre a medida. “A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) reforça que com o rígido protocolo de operações desenvolvido em parceria com a área de consultoria do Sírio-Libanês, os shoppings mostraram ao longo do ano ser possível equilibrar saúde e economia, o que permitiu a manutenção dos mais de 3 milhões de empregos gerados pelo setor. A Abrasce considera que a alta no número de internações por Covid-19 foi impulsionada nas últimas semanas por outros setores que não investiram na criação e manutenção de protocolos de segurança, prejudicando o mercado, a recuperação econômica e impactando a saúde de forma negativa”.

Por enquanto, vale o calendário abaixo.

– 24 de dezembro: funcionamento das 10h às 18h
– 25, 26 e 27 de dezembro: lojas permanecem fechadas
– 28, 29 e 30 de dezembro: funcionamento das 10h às 22h
– 1, 2 e 3 de janeiro/2021: lojas permanecem fechadas
– 4, 5 e 6 de janeiro: funcionamento das 10h às 22h

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel