Negócios

Shell tem plano de transição para economia de baixo carbono com 9 mil demissões

Crédito: AFP/Arquivos

A empresa indicou que 1,5 mil dos empregos cortados já faziam parte de um plano de redução voluntária acordado no início do ano. A Shell diz esperar zerar a emissão de carbono até 2050 (Crédito: AFP/Arquivos)

A companhia anglo-holandesa Shell anunciou nesta quarta-feira (30) que espera cortar entre 7 e 9 mil empregos até 2022, como parte de um plano de transição para uma economia de “baixo carbono”.

De acordo com a empresa, a expectativa é manter as finanças “sustentáveis”, com uma economia estimada entre US$ 2 bilhões e US$ 2,5 bilhões anuais.

+ Apesar da pandemia, Shell diz que investimentos no País vão crescer
+ Raízen e Banco Inter fecham parceria através do app ‘Shell Box’ 

A empresa indicou que 1,5 mil dos empregos cortados já faziam parte de um plano de redução voluntária acordado no início do ano. A Shell diz esperar zerar a emissão de carbono até 2050.

 

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?