Negócios

Shell prevê baixa contábil de até US$ 22 bilhões no balanço do 2º trimestre

A Royal Dutch Shell informou nesta terça-feira (30) que espera registrar baixa contábil após impostos de US$ 15 bilhões a US$ 22 bilhões no balanço do segundo trimestre, após revisar para baixo suas projeções de preços para o petróleo e gás no médio e longo prazos devido aos efeitos da pandemia de coronavírus. A petrolífera anglo-holandesa agora prevê que a cotação do petróleo tipo Brent estará em US$ 60 por barril no longo prazo. Às 5h10 (de Brasília), a ação da Shell caía 2,5% na Bolsa de Londres.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança