Negócios

Shanghai Disneyland: limite de número de visitantes e todos com máscaras

Crédito: Reprodução/Disney

Simbolo da retomada das atividades na China, a Disneylândia de Xangai reabriu nesta segunda-feira (11) com vários visitantes se divertindo nos brinquedos. Mas a visão não era comum. Não havia sorriso nos rostos dos chineses. Todos estão usando máscaras de proteção respiratória no parque, segundo o site Usa Today.

A experiência da House of Mouse em Xangai, o primeiro de seus parques a reabrir, apresenta um novo desafio que a indústria de turismo de lazer enfrentará pela frente. Será necessário limitar o número de visitantes nos estabelecimentos, obrigar a utilização de máscaras e, na entrada, verificar a febre das pessoas.

+ Disney estima em US$ 1,4 bi impacto no segundo trimestre por pandemia 

A Shanghai Disneyland e o parque da Disney em Hong Kong fecharam as portas em 25 de janeiro. A Tokyo Disneyland, no Japão, fechou no mês seguinte e parques nos Estados Unidos e Europa em março.

Todas essas medidas foram necessárias para conter o avanço da pandemia do coronavírus. Uma maneira de evitar as aglomerações e o contágio da Covid-19. Mas o impacto nas contas foi como um nocaute. A Disney atribuiu uma queda de 91% em seu lucro no último trimestre a US $ 1,4 bilhão em custos relacionados a vírus.

 

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?