Estilo

Seus dias de rei em Marrocos

Crédito: Divulgação

As fronteiras marroquinas estão abertas a visitantes provenientes do Brasil que comprovem ter recebido qualquer imunizante e apresentem teste PCR negativo. A notícia é ótima para quem não vê a hora de viajar para fora do País e encontra barreiras em muitos lugares. Se a sua intenção for visitar Marrakech, saiba nela há um hotel cujo proprietário é o rei — e que ele faz questão de desafiar o conceito de excelência hoteleira.

O Royal Mansour, a poucos passos da praça Jemaa El Fna, oferece aos hóspedes a experiência de uma medina, espécie de aglomerado urbano protegido por muralhas e que concentra as edificações mais antigas das cidades árabes.

Divulgação

No hotel, em vez de quartos e suítes, há 53 riads (residências) integrados por vielas e portas secretas. Piscinas, jardins e pátios internos azulejados completam a experiência de viver em um palácio real. Diárias a partir de US$ 1,3 mil.

(Nota publicada na edição 1231 da Revista Dinheiro)