Agronegócio

Sete pessoas ficaram feridas após ataques de abelhas em Fortaleza

Crédito: Divulgação/Cidade das Abelhas

Vítimas precisaram ser encaminhadas para atendimento médico no Instituto Doutor José Frota; uma delas levou mais de 150 ferroadas. Todas já tiveram alta (Crédito: Divulgação/Cidade das Abelhas)

Um ataque de abelhas deixou ao menos sete pessoas feridas em Fortaleza neste fim de semana. O enxame estava localizado na Praça da Igreja do Carmo, no centro da cidade cearense.

De acordo com informações do Uol, as vítimas saíam da igreja quando foram atacadas pelas abelhas. Elas precisaram ser encaminhadas para atendimento médico no Instituto Doutor José Frota (IJF). Em estado grave, uma das pessoas levou mais de 150 ferroadas. Todos já tiveram alta.

O enxame, fixado em um poste da praça, foi retirado pelo Corpo de Bombeiros, que foi chamado para controlar a situação. A Igreja do Carmo, localizada na mesma praça, informou que a colônia já está há um bom tempo no local, mas não tinham ocorrido ataques.

+ Declínio de abelhas silvestres ameaça cultivos em EUA e Canadá, diz estudo
+ Na ausência de abelhas, bolhas de sabão podem polinizar árvores frutíferas, diz estudo

O Corpo de Bombeiros considera, conforme o Uol, que o barulho e a alta temperatura fizeram as abelhas se espalharem e atacarem quem passava por ali.

O veneno das abelhas é tóxico e pode levar à falência renal e outros problemas sérios. Por isso, só pessoas com equipamentos de proteção devem mexer nos enxames.

Estudo da Universidade Federal de Alfenas (Unifal) mostra que, em caso de um ataque de abelhas africanas, o primeiro passo é correr para longe do local onde elas estão agitadas, cobrir o rosto e áreas sensíveis com uma camiseta. Se não for possível correr, deite de bruços no chão e cubra o rosto e áreas sensíveis com o braço.

É importante procurar atendimento médico logo após o ataque, especialmente se a pessoa for alérgica.

 

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel