Economia

Servidores do Tesouro decidem em assembleia entrar em greve a partir do dia 23



Os servidores do Tesouro Nacional decidiram nesta terça-feira, 17, em assembleia virtual, entrar em greve por tempo indeterminado a partir da próxima segunda-feira, 23. A categoria pleiteia um reajuste salarial de 27%.

Com a decisão dos servidores do Tesouro, o número de carreiras em greve sobe para três.

Também estão de braços cruzados os servidores do Banco Central (BC) e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sinalizou que concederá um reajuste linear de 5% para todas as categorias do funcionalismo, inclusive para as carreiras do Judiciário e do Legislativo.



Entretanto, a proposta, que depende de aprovação de deputados e senadores, não foi enviada ao Congresso Nacional.

Procurado, o Tesouro informou que não se manifestaria sobre a greve dos servidores.