Economia

Serviços crescem em 21 das 27 unidades da federação em junho ante maio

O volume de serviços prestados cresceu em 21 das 27 Unidades da Federação em junho ante maio, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na média global, os serviços avançaram 5,0%.

São Paulo teve expansão semelhante, de 5,1% em junho, após a queda de 19,5% acumulada entre fevereiro e maio.

Outras contribuições positivas relevantes para o setor em junho ante maio foram do Rio de Janeiro (3,6%), Minas Gerais (4,7%), Rio Grande do Sul (6,6%) e Distrito Federal (6,6%).

Na direção oposta, houve perdas significativas no Mato Grosso (-3,2%), Paraná (-1,0%) e Espírito Santo (-3,2%).

Na comparação com junho de 2019, o volume de serviços prestados no País caiu 12,1%, com quedas em 26 das 27 unidades da federação.

A principal influência negativa foi de São Paulo (-10,8%), seguido por Rio de Janeiro (-10,6%), Minas Gerais (-11,5%), Paraná (-15,2%), Rio Grande do Sul (-17,2%) e Bahia (-23,1%).

O único avanço ocorreu em Rondônia (1,3%), impulsionado pelas atividades correlatas ao agronegócio, como a gestão de portos e terminais e o transporte rodoviário de cargas.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?