Giro

Semantix adquire FastOmni e cresce no segmento de Big Data e IA

Crédito: Divulgação

Marlo Cesar, CEO da FastOMni, e Leonardo Santos, CEO da Semantix: aquisição consolidada (Crédito: Divulgação)

O mercado de empresas de tecnologia vive em agitação constante e 2020 começa mantendo a vibração.  Aquisições e fusões estão no DNA do setor. Faz parte do modelo de negócios: na carona de soluções originais, a empresa cresce, e então compra desenvolvedores menores. Ou, no outro lado do processo, é absorvida por marcas maiores que precisam escalar e não podem perder tempo. A ideia é aproveitar recursos já desenvolvidos, ao invés de iniciarem o desenvolvimento de soluções do zero.

O último movimento nesse dança tecnológica aconteceu com a Semantix, empresa brasileira de soluções de Big Data e Inteligência Artificial, que anunciou a aquisição da FastOmni, companhia desenvolvedora de plataforma de software e dados de e-commerce B2C e B2B para grandes e pequenas empresas.
É a primeira aquisição realizada pela Semantix, que assume a totalidade das operações da FastOmni, incluindo produtos, serviços e carteira de clientes. O quadro, agora, vai contemplar aproximadamente 300 profissionais, entre engenheiros e cientistas de dados, desenvolvedores, especialistas setoriais e responsáveis por vendas no Brasil e países da América Latina.

Entre os clientes da Semantix, estão players dos segmentos de finanças, telecomunicações, saúde, varejo e indústria. Segundo informações divulgadas pela marca, a Semantix já é uma das 25 maiores empresas de IA do mundo (dados da CIO Applications). A aquisição da FastOmni faz parte da estratégia de crescimento da Semantix em verticais do mercado de Big Data e Inteligência Artificial na América Latina

“Esse mercado tem grande necessidade de acelerar o desenvolvimento em tecnologia nos próximos anos, principalmente o uso de big data e inteligência artificial. Com a aquisição, pretendemos ampliar nossa participação no segmento de varejo e promover o desenvolvimento de soluções cada vez mais completas, automatizadas e eficientes”, explica Leonardo Santos, CEO da Semantix.