Edição nº 1150 09.12 Ver ediçõs anteriores

Sem pilotos nos céus de Dubai

Os responsáveis pelo sistema de transportes de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, definiram como meta que 25% dos percursos de passageiros por helicópteros na cidade serão feitos em equipamentos autônomos, até 2030. Para atingir o objetivo, fecharam uma parceria com a empresa alemã Volocopter, que está desenvolvendo um aparelho que não precisa de piloto. A novidade é que os primeiros testes acontecerão ainda neste ano, e devem levar cinco anos. A companhia desenvolveu um equipamento com dois assentos, o Volocopter 2X, que pode ser pilotado por uma pessoa por meio de controles bastante simples, para atender as leis atuais dos países. Mas ele pode ser rapidamente adaptado para ser controlado remotamente ou até mesmo não precisar de nenhum comando humano.

(Nota publicada na Edição 1025 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Decante de cristal para seu champanhe

Seu champanhe favorito pode ficar ainda melhor. Essa é a aposta do produtor de vinho francês, Jean-Charles Boisse. O Boisset Passion [...]

Passe em branco no wyoming

Divulgação Aberto há um ano, o Caldera House é descrito pela Conde Nast Traveller como um hotel butique ultraluxuoso, localizado no [...]

Panerai: Luxo italiano no pulso e al mare

Comprar um relógio de luxo é comprar um pouco de história. No caso da Panerai, são 120 anos – completados no ano que vem. Veja também • [...]

A casa de Robin Williams pode ser sua

Cinco anos depois da morte do ator e comediante Robin Williams, sua casa no norte da Califórnia, com vista para a Baía de San [...]

Capitão américa na cabeça

A Laquila, maior distribuidora de peças e acessórios para motos da América Latina, trouxe para o Brasil a linha exclusiva de capacetes [...]
Ver mais