Giro

Sem carros e ruas: Arábia Saudita vai construir cidade inteligente

Crédito: Reprodução/Divulgação

todos os serviços essenciais do dia a dia, como escolas, clínicas médicas, espaços de lazer, bem como espaços verdes, estarão a cinco minutos a pé (Crédito: Reprodução/Divulgação)

As autoridades da Arábia Saudita anunciaram um novo e ambicioso projeto residencial no país, que não contará com estradas ou carros e, na sua essência, é um incentivo à caminhada.

O ambicioso projeto do futurístico centro de negócios é descrito como “uma revolução na vida urbana nunca antes vista”. A chamada “The Line” é uma cidade de um milhão de habitantes e 170 km de extensão, livre de carros e estradas, com múltiplas comunidades hiperconectadas, espaços naturais e transitáveis ​​e energia 100% limpa. The Line está localizada num terreno que liga a costa do Mar Vermelho com as montanhas e vales superiores do noroeste da Arábia Saudita.

+ Com aporte de R$ 10,5 bi, Microsoft se junta a Cruise e GM para produzir carros autônomos
+ Sony deixa o Brasil e vai fazer carro elétrico na Europa

A caminhada definirá a vida em The Line e todos os serviços essenciais do dia a dia, como escolas, clínicas médicas, espaços de lazer, bem como espaços verdes, estarão a cinco minutos a pé. Além disso, o trânsito de ultra-alta velocidade e as soluções de mobilidade autônoma tornarão as viagens mais fáceis e darão aos residentes a oportunidade de recuperar tempo para gastar com saúde e bem-estar. Espera-se que nenhuma viagem demore mais de 20 minutos.



 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por NEOM (@discoverneom)

O cinturão de 170 km de desenvolvimento urbano será construído “à volta da natureza, e não sobre ela”, abordando assim alguns dos desafios mais urgentes que o planeta enfrenta, como alterações climáticas, expansão urbana, congestionamento de tráfego e desconexão social. Segundo comunicado, The Line é o primeiro grande desenvolvimento urbano, em 150 anos, que foi projetado centrando-se nas pessoas, não em estradas.

A construção está prevista para começar no primeiro trimestre deste ano e permitirá que 1 milhão de residentes vivam numa cidade com “zero carros, zero ruas e zero emissões de carbono”.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel