Ciência

Seis países da UE interconectam seus sistemas de rastreamento da covid-19

Crédito: POOL/AFP/Arquivos

Seis países da UE começaram a testar um novo serviço que junta seus aplicativos de restreamento da covid-19 - POOL/AFP/Arquivos (Crédito: POOL/AFP/Arquivos)

Seis países da União Europeia (UE) começaram a testar as tecnologias para juntar aplicativos nacionais de rastreamento de casos de covid-19 em toda a Europa, enquanto uma segunda onda de infecções ameaça o continente.

República Tcheca, Dinamarca, Alemanha, Irlanda, Itália e Letônia começaram a testar novos links entre seus servidores de aplicativos de rastreamento, anunciou a Comissão Europeia nesta segunda-feira (14).

Os aplicativos de rastreamento do coronavírus na Europa

Apple e Google integram rastreamento de contatos por covid-19 aos celulares

O novo sistema “garantirá que os aplicativos funcionem sem problemas também através das fronteiras”, destacou o Executivo da UE.

“Os usuários precisarão apenas instalar um aplicativo [em seus celulares] e ainda poderão informar sobre testes de diagnóstico positivos, ou receber um alerta, inclusive se viajarem para o exterior”, acrescentou a entidade.

Bruxelas está tentando coordenar as 27 capitais da UE em sua busca por mecanismos para rastrear as vítimas da pandemia e controlar melhor os novos surtos.

Vários Estados-membros seguiram adiante com seus próprios aplicativos de rastreamento de contatos, porém, os quais não são totalmente compatíveis entre si. Isso prejudica os esforços para monitorar a propagação da epidemia.

Países como França e Hungria, que criaram um conjunto centralizado de dados, dificilmente poderão participar do sistema da UE.

Já aplicativos usados em 18 membros do bloco, como Alemanha, Polônia e Itália, poderão entrar.

Esses aplicativos utilizam um modelo de armazenamento de dados descentralizado daquele promovido pelos gigantes americanos Apple e Google, enquanto o aplicativo StopCovid da França opera com um servidor central.

“As viagens e a troca pessoal são o foco do projeto europeu e do mercado único”, disse o comissário de Indústria da UE, Thierry Breton.

A tecnologia foi desenvolvida pelo gigante de software alemão SAP e pela subsidiária da Deutsche Telekom, T-Systems.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?