Giro

Sede do Ibama em Salvador é ocupada por pescadores e ambientalistas

A sede do Ibama, em Salvador, foi ocupada na manhã desta terça-feira, 22, por um grupo de pescadores e ambientalistas. Eles acusam o governo de inércia no combate ao óleo que contamina o Nordeste brasileiro desde o dia 30 de agosto passado.

Com faixas nas mãos e cantando palavras de ordem, o grupo entrou, sem resistência, no prédio do Ibama na capital baiana. Na segunda-feira, 21, conforme revelou o jornal O Estado de S. Paulo, o Ibama destinou R$ 40,5 mil a mais nos cartões corporativos de nove servidores públicos do órgão que atuam nos Estados do Nordeste, para compra de suprimentos de segurança.

O valor irrisório deixou as pessoas indignadas frente ao prejuízo incalculável que o dano ambiental já causa em mais de 2 mil quilômetros de praias.

Na Bahia, uma das preocupações é que o óleo, que já sujou diversas praias e prejudica a pesca de milhares de pessoas, chegue também a lugares de extrema sensibilidade ambiental, como o Parque Nacional de Abrolhos.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?