Economia

Secretário-geral da Opep morre aos 63 anos

Secretário-geral da Opep morre aos 63 anos

O nigeriano Mohammad Barkindo em foto de 30 de novembro de 2016 - AFP/Arquivos



O nigeriano Mohammed Barkindo, secretário-geral da Opep, morreu na noite de terça-feira aos 63 anos, anunciou nesta quarta-feira a empresa Nigeria National Petroleum Corporation (NNPC), na qual ele ocupou vários cargos.

“Nós perdemos nosso estimado Mohammed Barkindo”, tuitou o CEO da empresa, Mele Kyari, sem revelar as razões da morte.

“É uma grande perda para sua família, para a NNPC, para o nosso país, para a Opep e a comunidade mundial do setor de energia”, acrescentou.

A notícia foi divulgada poucas horas depois de uma reunião em Abuja com o presidente nigeriano Muhammadu Buhari, que destacou o “trabalho brilhante” de Barkindo na Organização de Países Exportadores de Petróleo, onde ele “conseguiu navegar em águas turbulentas”.




No cargo desde 2016, o nigeriano seria substituído em agosto pelo kuwaitiano Haitham Al Ghais.

O secretário-geral da Opep não tem poder executivo, mas é a figura pública da organização e, às vezes, tem a tarefa de mediar as discussões entre países com interesses divergentes, como Arábia Saudita e Irã.