Giro

Secretário de Estado americano pede à Etiópia investigação sobre possíveis atrocidades no Tigré

Secretário de Estado americano pede à Etiópia investigação sobre possíveis atrocidades no Tigré

Refugiados etíopes em campo de refugiados do Sudão em 12 de dezembro de 2020 - AFP

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, pediu nesta terça-feira (2) ao primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, para autorizar uma investigação internacional sobre as atrocidades denunciadas no Tigré, uma região onde o Exército deste país opera desde novembro.

Em uma conversa telefônica com Ahmed, Blinken exigiu que as autoridades etíopes “trabalhem com a comunidade internacional para permitir uma investigação internacional independente sobre supostos abusos e violações dos direitos humanos, e para que os responsáveis prestem contas”, disse o Departamento de Estado.

O chefe da diplomacia americana referiu-se a “um número crescente de relatos confiáveis de atrocidades, violações e abusos dos direitos humanos”.

A organização não governamental Anistia Internacional acusou na semana passada os soldados eritreus de matar “centenas de civis” em novembro de 2020 durante um massacre que poderia constituir um crime de lesa humanidade no Tigré, uma região em conflito no norte da Etiópia.

Blinken “pediu ao governo etíope para tomar medidas imediatas e concretas para proteger os civis, incluindo os refugiados, e para evitar mais violência”, segundo o Departamento de Estado.

Também pediu o “fim imediato” das hostilidades e a retirada de todas as forças estrangeiras, especialmente as eritreias.

Etiópia e Eritreia, que se enfrentaram em um conflito sangrento entre 1998 e 2000 antes de se aproximarem por iniciativa de Ahmed – Prêmio Nobel da Paz 2019 – rejeitaram as acusações de terem cometido atrocidades no Tigré.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel